Motivo de Hebe Camargo nunca ter ido para a Globo foi exposto após anos e é surpreendente


Hebe Camargo nunca foi contratada pela Globo. (Foto: reprodução/Montagem)
Hebe Camargo nunca foi contratada pela Globo. (Foto: reprodução/Montagem)

Uma das maiores estrelas da história da TV brasileira, Hebe Camargo nunca teve contrato com a Globo

Hebe Camargo, uma personalidade marcante da televisão brasileira, foi amplamente reconhecida como a Dama e Rainha da TV, conquistando admiradores em diferentes canais de TV, incluindo anônimos e famosos. Curiosamente, apesar de sua proeminência na indústria, Hebe nunca teve um contrato com a maior emissora do país, a Globo.

Com mais de 60 anos de carreira, Hebe passou por diversas emissoras, como a extinta TV Tupi, Record, SBT e RedeTV!. Ela até fez algumas aparições na Globo, como quando recebeu o Troféu Mário Lago em uma homenagem no Domingão do Faustão em 2010, mas nunca teve um vínculo formal com a emissora.

Foi somente em 2016 que José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, também conhecido como Boni, o ex-chefe da Globo por décadas, explicou o motivo pelo qual a emissora nunca contratou Hebe. Boni afirmou que, embora a emissora tenha tido interesse em contratá-la naturalmente, eles temiam a personalidade forte de Hebe e sua tendência a dizer o que pensava sem censura. Boni disse que era difícil controlá-la e, portanto, ela nunca foi contratada pela Globo.

Boni foi chefão da Globo. (Foto: reprodução/internet)
Boni foi chefão da Globo. (Foto: reprodução/internet)

Apresentadora foi comparada com Dercy Gonçalves

Boni comparou Hebe com outra personalidade televisiva, Dercy Gonçalves, que também ficou famosa por suas falas sem filtros, mas que conseguiu trabalhar na Globo por alguns anos. No entanto, segundo Boni, Dercy era mais fácil de controlar do que Hebe, já que ela aceitava gravar enquanto Hebe queria fazer o programa dela ao vivo.

Embora a Globo nunca tenha contratado a loira, eles produziram um documentário e uma minissérie sobre sua vida após sua morte em 2012 como uma forma de homenageá-la. A minissérie, estrelada por Andrea Beltrão, até sugere que Hebe tinha medo de trabalhar na Globo por causa da censura que poderia sofrer e sua recusa em ser controlada.