Humorista da Praça é Nossa precisou de vaquinha dos amigos para pagar tratamento para doença


Viana Junior integrou o elenco de A Praça é Nossa. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)
Viana Junior integrou o elenco de A Praça é Nossa. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)

Viana Junior integrou o elenco de A Praça é Nossa no SBT

Entre as décadas de 70 e 80, um dos maiores ícones do humor foi Viana Junior. Com participações em diversos programas de TV, sua atuação ao lado da Velha Surda em A Praça é Nossa foi memorável.

No programa, ele interpretava o personagem Apolônio, um homem que só queria ler seu jornal em paz, mas era sempre perturbado pela idosa. Infelizmente, ele enfrentou muitos problemas de saúde e contou com a ajuda de amigos em seus momentos finais.

Para ajudar a melhorar a qualidade de vida do humorista, pessoas próximas a ele tentaram arrecadar fundos para seus tratamentos. Em 2001, Viana Junior deixou o elenco de A Praça é Nossa após ser diagnosticado com um tumor cerebral e sofrer de ataxia cerebelar, doença que afeta o controle dos movimentos musculares.

Viana Junior (à esq.) em A Praça é Nossa. (Foto: reprodução/SBT)
Viana Junior (à esq.) em A Praça é Nossa. (Foto: reprodução/SBT)

Ator contou com ajuda de amigos para pagar tratamento

Pouco antes de sua morte, ele concedeu uma entrevista ao programa A Tarde é Sua, onde expressou o desejo de se internar em uma clínica para aliviar o trabalho de sua esposa. “Eu não posso fazer nada, mas eu dou trabalho. Eu quero evitar dar esse trabalho, para que ela tenha mais sossego na vida”, declarou.

Em relação ao seu tempo no SBT, o humorista relembrou com saudades: “Eu tenho ótimas lembranças. Quero falar aos meus amigos para que trabalhem direito, que aproveitem, para ter boas lembranças também”.

Humorista Viana Junior. (Foto: reprodução/SBT)
Humorista Viana Junior. (Foto: reprodução/SBT)

Após fazer esse apelo em rede nacional, vários amigos e celebridades se reuniram para realizar um show beneficente com o objetivo de arrecadar fundos para pagar pelo tratamento do humorista. No entanto, ele faleceu em 7 de junho de 2010, aos 68 anos, em Itanhaém, São Paulo, vítima de falência múltipla dos órgãos.