Descubra quem foi o humorista que se recusou a ficar na Globo e morreu após estreia de programa no SBT


Paulo Celestino trocou a Globo pelo SBT. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)
Paulo Celestino trocou a Globo pelo SBT. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)

Humorista e diretor Paulo Celestino trocou a Globo pelo SBT e morreu logo após celebração

Uma das transferências de artistas mais marcantes da televisão brasileira foi a de Jô Soares, que em 1988, decidiu deixar a Globo e se mudar para o SBT, onde comandaria o primeiro talk show do país, o Jô Soares Onze e Meia.

E ao ingressar na emissora de Silvio Santos, o apresentador fez um pedido: que o canal contratasse o humorista e diretor Paulo Celestino, que trabalhava com Jô na Globo, no programa Viva o Gordo.

Mas essa não era a primeira passagem de Paulo pelo SBT. Em 1981, ano da estreia da emissora de Silvio Santos, ele foi escalado para dirigir o programa Reapertura, mas a Globo decidiu contratar boa parte do elenco da atração para resgatar o programa Balança, Mas Não Cai e o artista decidiu ir junto.

Paulo Celestino (terceiro da dir. para esq.) com o elenco de Reapertura no SBT. (Foto: reprodução/SBTPedia)
Paulo Celestino (terceiro da dir. para esq.) com o elenco de Reapertura no SBT. (Foto: reprodução/SBTPedia)

Humorista morreu logo após estreia de programa

Paulo Celestino, no entanto, não aprovou os métodos de trabalho na Globo, e decidiu retornar ao SBT pouco tempo depois, mesmo recebendo um salário bem menor na emissora de Silvio Santos.

“Fiquei um mês e não gostei. Para mim, como diretor, não estava legal porque a Globo exige demais. São reuniões em cima de reuniões e muitas pessoas cobrando tudo da gente. Preferi voltar à TVS, mesmo ganhando a terça parte do que ganharia na Globo, mas com tranquilidade e liberdade de trabalho”, revelou.

Jô Soares no programa Veja o Gordo. (Foto: reprodução/SBT)
Jô Soares no programa Veja o Gordo. (Foto: reprodução/SBT)

Em 1983, o humorista acabou retornando à Globo para integrar o elenco do Viva o Gordo. Foi lá que conheceu Jô Soares, e acompanhou o apresentador em sua ida ao SBT, em 1988, para integrar a equipe do outro programa que Jô teria na emissora, o Veja o Gordo.

Porém, por uma triste coincidência, Paulo acabou morrendo um dia após a estreia do programa, e justamente no seu aniversário, em 8 de março. O humorista e diretor acabou sofrendo um AVC logo após a celebração e não resistiu, falecendo aos 64 anos.