Atriz que foi estrela da Rede Globo fez apelo por trabalho


Joana Fomm (Foto: Reprodução)

Joana Maria Fomm, renomada protagonista da televisão brasileira durante as décadas de 1970 e 1990

Joana veio ao mundo em 14 de setembro de 1939, na cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

<yoastmark class=

Entretanto, nos últimos anos, a talentosa atriz tem estado distante das produções de novelas e até mesmo expressou sua busca por oportunidades de trabalho.

Ela fez sua primeira aparição em telenovelas no ano de 1964, na TV Rio, na produção intitulada O Desconhecido. Após esse momento, surgiram personagens marcantes em sua carreira, tais como Yolanda Pratini em Dancin’ Days, Perpétua em Tieta e Carmem Maura em Vamp, entre outros.

No ano de 2007, Joana desempenhou o papel de Marion em Paraíso Tropical, porém, teve que sair do elenco devido ao diagnóstico e posterior cura de um câncer de mama.

Vera Holtz foi a escolhida para interpretar o papel. No entanto, devido a uma desordem do sistema nervoso que tem afetado sua mobilidade, ela não pôde fazer parte do elenco de Insensato Coração, uma novela de Gilberto Braga.

Joana Maria Fomm fez apelo

Desprovida de recursos financeiros, a atriz utilizou sua conta no Facebook em 2016 para fazer um pedido público, buscando oportunidades na televisão.

Como resultado, ela obteve um papel na novela “Apocalipse”, produzida pela emissora Record, sendo essa sua mais recente participação em novelas até agora.

Em 2019, ela retornou à televisão como a personagem Irmã Graça, uma freira, na terceira temporada da série “Sob Pressão”, exibida pela emissora Globo.

“Foi um prazer imenso trabalhar com eles e consegui me adaptar facilmente, o que não é assim tão comum quando você entra numa produção que já está acontecendo, com toda a equipe já integrada”, declarou em entrevista ao site da produção.

Em 2020, Joana Fomm já estava confirmada para um papel certo: ela havia filmado previamente a comédia de horror Assombro, produzida pela Disney, antes do surto global. A trama explora uma residência assombrada por três espíritos brincalhões, e Joana dividiu o palco com Georgiana Goes, Felipe Abid e Julia Lemmertz, dentre outros talentosos artistas. Infelizmente, o projeto não avançou além disso.

“A carreira artística é muito difícil. São muito altos e baixos. Mas eu tenho consciência que fiz trabalhos lindos e importantes na TV, no cinema e no teatro. Sinto que as oportunidades de trabalho vão rareando”, enfatizou a atriz, na época, na entrevista ao site de Sob Pressão.

Longe das telinhas

Com a idade de 83 anos, a artista enfrentou o período de isolamento durante a crise da pandemia de Covid-19 em sua residência, situada no bairro do Leblon, na região sul do Rio de Janeiro.

Acompanhada por seu filho, o músico Gabriel Fomm, ela permaneceu em casa enquanto as restrições estavam em vigor.

Durante esse tempo, quando não estava trabalhando, ela encontrou diversão ao apreciar os memes relacionados a Perpétua, uma personagem que voltou a ganhar destaque nas redes sociais após a estreia da série Tieta no serviço de streaming Globoplay.

“Sinto muita falta de trabalhar e quero poder sair de novo”, disse ao jornal Extra em junho do ano passado.

“É um momento difícil, mas não há o que fazer. Espero receber algum dinheiro da Globo por conta da reprise de Tieta e só”, concluiu.

Lucas Goia

Autor(a):

Lucas Goia