Saiba por onde anda a atriz que interpretou Clara, de Páginas da Vida


Joana Santos Maia Vinagre Mocarzel é uma atriz brasileira. Ela é filha do cineasta Evaldo Mocarzel, que fez o documentário Do Luto a Luta, sobre a Síndrome de Down, na qual a própria Joana tem participação.

Joana Mocarzel desafiou a discriminação e promoveu a reflexão acerca da participação plena das pessoas com Síndrome de Down, a atriz conquistou o coração do Brasil ao interpretar o papel de Clara na popular novela Páginas da Vida, atualmente transmitida no canal Viva.

Clarinha de Páginas da Vida cresceu e hoje está ainda mais apaixonante (Foto: Divulgação)
Clarinha de Páginas da Vida cresceu e hoje está ainda mais apaixonante (Foto: Divulgação)

Joana, filha do famoso diretor de cinema Evaldo Mocarzel, já explorou esse assunto anteriormente no filme chamado De Luto a Batalha, desempenhando um papel crucial nessa produção cinematográfica.

Joana em Páginas da Vida

No enredo de Páginas da Vida, aos sete anos, a personagem principal era a filha de Nanda. Após a trágica partida da mãe, Clara foi rejeitada pela avó e acabou sendo encaminhada para adoção.

Helena, uma médica que cuidava de Nanda até sua morte, sentindo compaixão pela situação da criança, decidiu adotá-la, envolvendo-a com amor e proteção. No entanto, Helena enfrenta o dilema de revelar a verdadeira identidade de Clara para sua família.

Embora Páginas da Vida tenha sido a única telenovela em que Joana atuou, seu desempenho nesta produção lhe rendeu ampla admiração e reconhecimento.

No ano de 2007, uma homenagem foi concedida a ela no Senado Federal do Brasil durante a celebração do Dia Internacional da Síndrome de Down.

Ela também teve a oportunidade de se envolver no lançamento da iniciativa Aprendendo com as Diferenças, promovida pela Comissão de Valorização da Pessoa com Deficiência do Senado.

Adicionalmente, seu nome foi incluído na relação dos 100 cidadãos brasileiros de maior influência em 2007.

“Ainda há muito preconceito e desinformação sobre a Síndrome de Down”, declarou.

A criação da Turma da Clarinha foi inspirada pela atriz, resultando nas primeiras bonecas que promovem a inclusão social.

Cada uma delas apresenta características distintas relacionadas à Síndrome de Down, incluindo um casal de etnia negra, outro de cabelos loiros e olhos azuis, e um terceiro casal com cabelos e olhos castanhos.

A emissora Globo abdicou de todos os direitos de royalties, e a receita proveniente das vendas das bonecas foi destinada ao Grupo Síndrome de Down da Associação das Voluntárias do Hospital Infantil Darcy Vargas, localizado em São Paulo.

Por onde anda Joana Mocarzel?

Joana Mocarzel | Foto: Sergio Santoian
Joana Mocarzel | Foto: Sergio Santoian

Joana, atualmente com 22 anos, continua exercendo sua profissão como atriz, porém, não tem mais sido chamada para participar de produções televisivas.

“Não surgiram mais convites, mas gostaria muito de fazer novela. Acho que ainda faltam oportunidades, sim. Na minha opinião, ainda faltam oportunidades, sim. Na minha opinião, ainda há muito preconceito e desinformação sobre a Síndrome de Down”, relatou Joana ao Jornal Extra.

Morando em São Paulo, ele faz cursos de inglês e dança e ingressou na faculdade de artes cênicas.

Lucas Goia

Autor(a):

Lucas Goia