Jovem ator da Record denunciou abuso sexual que sofreu no canal antes de partir após descobrir doença


Ator jurou nunca mais pisar na Record. (Foto: reprodução/Montagem)
Ator jurou nunca mais pisar na Record. (Foto: reprodução/Montagem)

Ex-estrela da Record, Leo Rosa jurou nunca mais pisar na emissora dos bispos e partiu de forma precoce

A história de Leo Rosa no mundo artístico é peculiar e triste. Antes de se tornar um ator, ele chegou a ser goleiro do Grêmio, time de futebol. Depois, decidiu seguir a carreira de modelo, até que teve a oportunidade de atuar em Vidas Opostas (2006), novela de grande sucesso da Record.

Leo passou por diversos testes para conseguir o papel, mas não sabia que estava sendo considerado para o papel principal. “Eu não sabia que era para o protagonista. Só descobri quando cheguei lá. Fiquei um pouco nervoso, mas não desisti. Pensei que iria dar certo, que era a minha chance”, disse o ator em uma entrevista.

Na novela, Leo interpretou Miguel, um jovem rico que praticava esportes radicais e acaba conhecendo Joana (Maytê Piragibe), por quem se apaixona. Apesar das diferenças sociais, os dois lutam contra a desigualdade e a criminalidade na comunidade onde ela mora.

Ator Leo Rosa. (Foto: reprodução/internet)
Ator Leo Rosa. (Foto: reprodução/internet)

Ator denunciou abuso sexual que teria sofrido no canal

O sucesso de Vidas Opostas levou Leo a conseguir outros trabalhos na Record, como Amor e Intrigas (2007), Promessas de Amor (2009), Rei Davi (2012), Balacobaco (2012), Milagres de Jesus (2015) e Escrava Mãe (2016). Entretanto, sua relação com a emissora acabou de forma turbulenta e o ator afirmou que nunca mais trabalharia lá novamente.

Em uma entrevista para Antonia Fontenelle no YouTube, Leo revelou que foi vítima de abuso sexual na Record e que não tinha interesse em voltar a trabalhar lá. “Nunca processei, muitos colegas entraram com processo trabalhista, mas eu não tenho desejo de trabalhar mais na Record. Estou lutando para que a Record seja honesta com os direitos conexos”, afirmou.

Em 2017, Leo descobriu que tinha câncer nos testículos, e após o tratamento, três anos depois, foi diagnosticado com duas metástases, o que fez com que ele precisasse de ajuda financeira para continuar seu tratamento. Infelizmente, o ator não conseguiu vencer a doença e faleceu em março de 2021, aos 37 anos de idade.