Fim! Justiça decidiu se a mãe dos filhos terá direito ou não à herança bilionária de Gugu


Gugu Liberato (Foto: Reprodução)
Gugu Liberato (Foto: Reprodução/ Internet)

Rose Miriam entrou na Justiça alegando que teve uma união estável com o apresentador Gugu e que tinha direito a herança deixada

Nesta última terça-feira (20), chegou ao fim a disputa na Justiça pela herança de Gugu Liberato. O Superior Tribunal de Justiça decidiu validar o testamento deixado pelo apresentador que faleceu em 2019 após sofrer uma queda em sua casa, nos Estados Unidos.

Gugu fez um testamento deixando 75% de seu patrimônio para os três filhos e os outros 25% deveriam ser repartidos entre seus cinco sobrinhos. Ele não deixou nada para a mãe de seus filhos, Rose Miriam di Matteo.

Gugu Liberato (Foto: Reprodução)
Gugu Liberato (Foto: Reprodução)

A viúva entrou na Justiça acreditando que conseguiria provar que era companheira do comunicador e por isso deveria ficar com parte dos bens deixados por Gugu. Só que a 3ª turma do tribunal definiu o testamento deixado por Gugu como legítimo.

Ficou decidido que o testamento expressa as últimas vontades do apresentador e por isso deverá ser respeitado e cumprido. Desta forma, Rose não terá direito a parte do valor de R$ 1 bilhão.

Como não cabe mais nenhum recurso, a viúva não tem mais nada a fazer. A ministra Nancy Andrighi disse que Gugu Liberato poderia ter deixado seu patrimônio para quem quisesse. Desde que a metade fosse destinada aos três filhos: João Augusto, Marina e Sofia.

Alessandra Scatena ao lado de Gugu Liberato (Foto Reprodução/Internet)
Alessandra Scatena ao lado de Gugu Liberato (Foto Reprodução/Internet)

Como ficará a mãe do apresentador?

Examinando a disposição testamentária transcrita no acórdão, conclui-se que o testador [Gugu] pretendeu dispor de todo o seu patrimônio e não apenas da parcela disponível [os 50% que poderia distribuir como quisesse]”, informou a relatora.

Gugu determinou em seu testamento que seus bens ficariam com os filhos e sobrinhos, informando a porcentagem para cada um. Mas também avisou que seria preciso pagar uma pensão vitalícia no valor de R$ 163 mil para sua mãe, a senhora Maria do Céu Moraes.