Lima Duarte atropela motociclista e é processado na justiça; Vitima pede R$ 1,2 milhão de indenização


Lima Duarte atropelou motociclista (Foto: Reprodução, Montagem, Fato da TV)
Lima Duarte atropelou motociclista (Foto: Reprodução, Montagem, Fato da TV)

Motociclista, que foi atropelado em abril por Lima Duarte , também solicita tratamento e pagamento mensal de R$ 5.000

Envolvido em um acidente de trânsito, Lima Duarte atropelou uma motociclista em abril deste ano. Segundo Fabíola Reipert, o ator deu à mulher, na ocasião, o valor de R$ 30 mil, além de ter pagado o aluguel de cadeira de rodas e cama hospitalar para ajudar na recuperação.

Agora, a motociclista entrou na Justiça para pedir R$ 1,2 milhão de indenização por danos morais e materiais, tratamento em hospital particular, pagamento mensal de R$ 5.000, auxiliar de enfermagem, transporte para os tratamentos e fisioterapia. Lima foi intimado pela Justiça a comparecer em audiência para tratar do caso em 26 de outubro. Fabíola disse que tentou contato com a assessoria do ator, mas recebeu a resposta de que não ele quer se pronunciar no momento.

O ator Lima Duarte (Foto: Reprodução)
O ator Lima Duarte (Foto: Reprodução)

O atropelamento ocorreu na avenida Antártica, no bairro da Barra Funda, em São Paulo. A informação foi confirmada por Lima Duarte em comunicado divulgado nas redes sociais. Na época, ele disse que prestou os devidos socorros à vítima. Além disso, Lima assegurou que sua carteira de motorista é válida e regularizada.

Acordos antigos

Contudo, o Splash garantiu ter tido acesso a uma transferência bancária de Lima Duarte para Simone no valor de R$ 30 mil logo após o ocorrido, mas ela teria se arrependido do acordo, que segundo sua defesa, não foi protocolado oficialmente. “Ela estava precisando de dinheiro, sem trabalhar, não é registrada e tinha uma moto alugada. Ela precisava comer”, disse o advogado por fim.

Ator Lima Duarte (Foto: Reprodução)
Ator Lima Duarte (Foto: Reprodução)

“A mulher ‘perdeu’ a vida, está em uma dependência terrível. […] Ele é um artista multimilionário, tem um grande patrimônio e faz um negócio desse com uma pessoa humilde? Como se fosse mera liberalidade, um presente?”, completou Ângelo Carbone.

Já a equipe de Lima Duarte não reconhece responsabilidade no acidente pois já cumpriu sua parte do acordo: “Temos comprovação de que o acordo foi pago e assinado de forma consciente e amistosa. Foi realizado com o único intuito humanitário de auxiliar a motociclista no seu período de recuperação”. Disse por fim.