Mais denúncias! Crise nos bastidores do “Vai Que Cola” aumenta após atores abrirem a boca


Elenco do Vai Que Cola (Foto: Reprodução, Globo)
Elenco do Vai Que Cola (Foto: Reprodução, Globo)

O programa humorístico “Vai que Cola”, da rede Globo, se encontra mergulhado em uma grave crise de bastidores, precipitada pela demissão de um de seus roteiristas

Após se ver desempregado do Vai que Cola, André Gabeh. relatou que sofreu perseguição por parte do elenco do programa para deixar a equipe. A situação tornou-se tão crítica que gerou um racha entre os atores e os roteiristas, que na terça (22/8) publicaram uma carta aberta de apoio ao colega. A visibilidade das acusações feitas contra os humoristas famosos trouxe à tona outras queixas e culminou numa manifestação da própria entidade dos roteiristas do Brasil.

Vítima da situação, André Gabeh voltou a se pronunciar sobre o ocorrido. Em uma longa mensagem publicada nas redes sociais nesta quarta (23/8), ele agradeceu aos colegas pelo posicionamento público e abordou as injustiças que sofreu durante o período em que trabalhou no humorístico. “Hoje, quem ler o que eles escreveram, vai saber que eu não exagerei quando falei sobre a injustiça que sofri, sobre a maldade que me fizeram e que tive que pisar em ovos para expor, porque o lado mais fraco da corda sempre tem que tomar cuidado pra nunca mais ser chamado pra trabalhar ou virar chacota diante do fandom de pessoas com muito mais visibilidade”, declarou.

Elenco de "Vai que Cola" na Globo (Foto Reprodução/Gshow)
Elenco de “Vai que Cola” na Globo (Foto Reprodução/Gshow)

Ele ainda enfatizou a seriedade da situação. “O que aconteceu comigo não pode acontecer com PROFISSIONAL NENHUM, com pessoa nenhuma. Mas dessa vez eu tive a voz de mestres me defendendo e se defendendo.”.

Carta conjunta dos roteiristas

A carta dos roteiristas do Vai que Cola foi assinada por pelo menos seis escritores do programa. Solidarizando-se com Gabé, eles afirmam que o colega foi “demitido arbitrariamente a pedido de parte do elenco da série”. Segundo a carta, Gabeh é um profissional “sério, competente, comprometido”. E que vinha sendo elogiado tecnicamente por toda a equipe, incluindo a produtora Fábrica, Multishow e Globo.

Eles apontam que a implicância ou perseguição com o autor não era de hoje e não se devida à qualidade do trabalho, Mas sim por preconceito, por Gabeh ser um ex-BBB. Sem citar nomes, eles dizem que críticas construtivas são bem-vindas, mas a reação dos atores foi muito acima do tom e sem justificativa.

Elenco de "Vai que Cola" na Globo (Foto Reprodução/Gshow)
Elenco de “Vai que Cola” na Globo (Foto Reprodução/Gshow)

Contudo, entre as revelações, os roteiristas de Vai que Cola afirmam que parte do elenco nem sequer lê os roteiros antes de gravações. O que sempre causa mudanças de última hora. Sem citar exemplos, os escritores comentam que existe uma divisão até mesmo entre os atores, que não concordam com os estrelismos de algumas figuras.