Marê faz Gilda pagar por maldade e gera prejuízo gigantesco para a vilã: “Vai se arrepender”


Marê e Gilda em Amor Perfeito. (Foto: reprodução)
Marê e Gilda em Amor Perfeito. (Foto: reprodução)

Marê dá o troco em Gilda em Amor Perfeito

Nos próximos capítulos de Amor Perfeito, Marê (Camila Queiroz) enfrenta momentos de dificuldade após ser demitida do hospital e confrontar Gilda (Mariana Ximenes). Ela desabafa sobre suas frustrações com Orlando (Diogo Almeida) e Júlio (Daniel Rangel), buscando apoio e determinação para lidar com a situação.

Depois de ser demitida, Marê compartilha com seus amigos que Gilda a convidou para ser camareira do hotel como uma maneira cínica de humilhá-la. Ela revela que não aceitou a proposta de Gilda para continuar trabalhando sob condições humilhantes. Em vez disso, ela decide voltar ao seu lugar de direito e lutar contra as injustiças.

Marê demonstra sua determinação em retomar sua posição e enfrentar Gilda. Ela expressa a confiança de que Gilda se arrependerá por ter interferido em sua vida. Júlio e Orlando elogiam sua força e atitude, destacando como sua raiva pode ser uma motivação poderosa quando ela está fazendo o que é certo.

(Foto: reprodução)
(Foto: reprodução)

Mocinha passa a perna em Gilda

A protagonista não se deixa abalar mesmo após sofrer contratempos. Ela decide tomar medidas para reverter a situação a seu favor. Marê procura um amigo que a ajuda a convencer Gilda a investir uma grande quantia na bolsa de valores, acreditando que isso levará a vilã a ter um grande prejuízo financeiro.

Com sua determinação, inteligência e apoio de seus amigos, Marê busca retomar o controle de sua vida, enfrentar Gilda e mostrar que não será manipulada nem derrotada pelasbarreiras que surgem em seu caminho até a reta final da novela.

Vale ressaltar que Amor Perfeito é escrita por Duca Rachid e Júlio Fischer e com direção artística de André Câmara. O elenco conta com nomes como os de Camila Queiroz, Diogo Almeida, Mariana Ximenes, Thiago Lacerda, Daniel Rangel, Carmo Dalla Vecchia, Paulo Betti e Levi Asaf.