Maria Zilda reclamou de valor mísero pago pela Globo por reprises e atriz colega fez denúncia: “Esmola”


Maria Zilda Bethlem já expôs valor pago pela Globo em reprises (Foto: Reprodução)
Maria Zilda Bethlem já expôs valor pago pela Globo em reprises (Foto: Reprodução)

Maria Zilda expôs que a Globo paga baixo salário enquanto reprisa de novelas

Maria Zilda Bethlem já causou polêmica durante uma entrevista com a também atriz Elizângela para comentar sobre a carreira artística. Em uma live no Instagram, ela disse detalhes inusitados sobre a trajetória nas tramas globais.

+ Doença incurável tirou atriz da TV Brasileira e desabafo chocante foi dado: “Pensei em suicídio”

No bate-papo ao vivo, as duas disseram receber um valor irrisório do canal Viva, que reprisa novelas da Globo na TV Paga. “O Viva não paga, o Viva dá esmola”, declarou Elizângela. Já Maria Zilda contou que recebeu apenas R$ 237,40 por toda exibição de Selva de Pedra (1986) em 2019. “É de rir”, acrescentou em seguida.

Maria Zilda disse ainda que a porcentagem dos atores pela exportação das tramas também é pequena. Ela relatou receber somente 25 centavos pela exibição internacional. “Eles têm uma empresa na América Central, onde vende cada capítulo da novela por 100 dólares. Aí essa empresa vende pra Bulgária por 10 mil dólares e você recebe em cima dos 100 dólares”, afirmou ainda.

Maria Zilda e Elizângela durante conversa (Foto: Reprodução)
Maria Zilda e Elizângela durante conversa (Foto: Reprodução)

Atriz reclamou de bafo de colega

Também é válido destacar outro momento curioso contado por Maria Zilda. Ela atuou com o artista em Bebê a Bordo, folhetim de Carlos Lombardi, expôs sobre os bastidores da antiga produção. A artista viveu na pele a personagem Ângela na trama exibida entre junho de 1988 e fevereiro de 1989.

A atriz falou da dificuldade para fazer as gravações com José de Abreu. “Ele estava numa fase muito doida. Bebia demais. E ele estava tão compulsivo que tinha umas cenas que a gente ficava amarrado numa árvore, um de costas para o outro. Você sabe que ele obrigava o contrarregra a dar a cachaça na boca dele”, disse ela para Murilo Rosa no ano de 2020.

+ Overdose arrancou sonho de ator promissor da Globo que entrou em declínio

“Então, cara, quando era cena de beijo… Porra, a pessoa que fuma pra caramba. Sabe?”, exclamou. “A pergunta foi: você já beijou alguém com bafo? Já! Era uma coisa insuportável. Evidentemente, ele bebia. Era [cena] externa. Ele suado e já tinha o cheiro do suor, mais o da bebida. Era uma coisa insuportável. O Zé era um bicho”, concluiu.

Maria Zilda e José de Abreu (Foto: Divulgação)
Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.