Muito doente, ator da Globo não aceitou seu estado e tirou a própria vida: “Quis escolher a hora de morrer”


Walmor Chagas atuou em várias novelas da Globo. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)
Walmor Chagas atuou em várias novelas da Globo. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)

Ator consagrado da Globo acabou ficando muito doente e decidiu tirar a própria vida

Diversos artistas do meio televisivo deixam um grande vazio no público quando suas mortes são anunciadas. Um nome que é constantemente lembrado é o de um ator que participou de várias novelas da TV Globo e outras emissoras, consagrando sua carreira também no cinema e teatro.

O artista, que atuou em produções como Locomotivas (1977), Vereda Tropical (1984), Mandala (1987) e outras, também se aventurou como apresentador ao comandar o programa “Quem Sabe, Sabe” na TV Cultura em 1982.

Seu nome é Walmor Chagas, e sua morte ocorreu em 18 de janeiro de 2013, quando seu corpo foi encontrado com uma arma ao seu lado, levantando a hipótese de suicídi*. Chagas estava sofrendo com problemas de saúde nos últimos anos, incluindo complicações estomacais e catarata.

Ator Walmor Chagas acabou tirando a própria vida. (Foto: reprodução/Globo)
Ator Walmor Chagas acabou tirando a própria vida. (Foto: reprodução/Globo)

Amigo acredita que ator quis escolher a hora de morrer para não ser um peso para ninguém

Em entrevistas, amigos do ator tentaram entender o motivo de seu ato, sugerindo que Chagas não queria ser um fardo para ninguém. “Acredito que seu suicídio foi resultado da sua teimosia, não queria ser um peso para ninguém. Ele na verdade quis escolher a hora de morrer”, afirmou Antônio Carlos.

Veja também: Atriz abriu mão de protagonizar novela da Globo, largou tudo de última hora e deixou equipe revoltada

Pouco antes de seu falecimento, Chagas, que já havia participado de diversas produções de sucesso na Globo, fez críticas às novelas e afirmou não gostar do gênero: “Só aceito participar se meu personagem morrer rapidamente, como aconteceu em A Favorita”, declarou ele no 12º Festival do Audiovisual de Pernambuco, em 2008. “Que o cinema nos salve, pois a TV é o reino da mediocridade”, disse o veterano em outro momento.