Mulher sofreu fratura na perna durante Programa do Ratinho após agressão


Apresentador Ratinho. (Foto: reprodução)
Apresentador Ratinho (Foto: Reprodução/SBT)

Um momento chocante no Programa do Ratinho: uma mulher é agredida e acaba quebrando a perna. Saiba mais sobre

O “Programa do Ratinho”, um dos programas de maior audiência do SBT, é conhecido por seu formato dinâmico e brincadeiras que muitas vezes desafiam os limites do convencional. Porém, ao longo dos anos, algumas dessas brincadeiras resultaram em incidentes sérios, levantando questões sobre a segurança dos participantes envolvidos.

+ Fim da rivalidade: Neto e Denilson resolveram anos de conflito com um gesto de paz ao vivo

Incidente em 1998: fratura de perna ao vivo

Um dos casos mais graves ocorreu em 1998, no ano de estreia do programa na emissora de Silvio Santos. Durante um segmento que envolvia uma discussão familiar no palco, uma situação de violência explodiu. Elena Silveira Lima Lopes, com 44 anos na época, acabou sendo agredida pelo seu ex-genro, Gilson Francisco da Silva.

+ Estrela do JN abandonou a Globo no melhor momento de sua carreira para enfrentar Bonner

Durante a confusão, ela levou um soco no rosto, caiu no palco e fraturou a perna. Esse incidente deixou Elena incapacitada de andar por vários meses, e o SBT teve que arcar com os custos de seu tratamento. A cobertura da mídia sobre esse incidente foi extensa, destacando os riscos associados a programas de entretenimento que podem escalar para violência.

Ratinho comanda programa no SBT (Foto: Reprodução)
Ratinho comanda programa no SBT (Foto: Reprodução)

Incidente de 2012: amputação de dedo

Um outro episódio, ocorrido em 2012, envolveu Gilson Francisco Araújo de Oliveira (não relacionado ao primeiro caso). Durante sua participação, ele foi atingido pelo “Tataco”, um dispositivo mecânico usado para ejetar participantes do palco. Esse acidente resultou na amputação de um dos dedos de Oliveira, que posteriormente processou a emissora.

O SBT foi condenado em primeira instância a pagar uma indenização de R$ 40 mil. Este caso reacendeu o debate sobre as medidas de segurança em programas de auditório e a responsabilidade das emissoras em proteger seus participantes.

Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.