Novela da Globo escandalizou o público ao mostrar depoimento íntimo de mulher: “Toda babada”


Globo exibiu depoimento íntimo de babá na novela Páginas da Vida. (Foto: reprodução)
Globo exibiu depoimento íntimo de babá na novela Páginas da Vida. (Foto: reprodução)

Sucesso na Globo, a novela Páginas da Vida (2006) foi mais uma que seguiu à risca o estilo do autor Manoel Carlos, apostando em situações e conflitos cotidianos, e com um elenco de peso, que tinha nomes como os de Ana Paula Arósio, Regina Duarte, Fernanda Vasconcellos e Tarcísio Meira.

O folhetim, aliás, chegava a surpreender o público com cenas eróticas e que envolvia nudez, algo que chegou a ser alvo de críticas na época, mas que foi rebatido pelo autor: “Considero que estou plenamente dentro dos limites, sem a intenção de causar polêmica. Existem cenas fortes, mas sem vulgaridade. Como em todas as novelas, há quem se incomode e reclame, o que é um direito de todos. Respeito essas opiniões”.

Páginas da Vida apostava tanto no realismo do dia a dia das pessoas, que no encerramento de cada capítulo, chegava a exibir depoimentos reais de pessoas que relatavam algo marcante na sua vida. Um desses depoimentos, no entanto, provocou uma grande polêmica.

Relato íntimo de mulher na novela da Globo

No encerramento do capítulo do dia 15 de julho, a Globo exibiu um depoimento de Nelly dos Santos, uma babá de 68 anos. Sem muito pudor, a mulher acabou relatando o seu primeiro orgasmo, que aconteceu quando ela tinha 45 anos. “Esse negócio de as pessoas dizerem que tem de gozar junto, no mais popular, que tem de gozar junto e que é isso que faz neném… quer dizer… Isso é tudo mentira. Porque eu fiquei dos meus 14 aos 45 anos sem saber o que era isso. Para mim era tudo normal: o homem terminava, eu terminava também”, iniciou ela.

“Só com os 45 anos eu ganhei… eu fazia coleção de discos de Roberto Carlos, eu ganhei um LP que tinha a música ‘Côncavo e Convexo’, não sei se saiu direito, ‘Côncavo e Convexo’. Então eu botei a vitrola, que era daquelas antigas, e fui dormir. E simplesmente, gente, quando eu acordei, eu estava com a perna suspensa e a calcinha na mão, e toda babada”, continuou a mulher.

“Aí foi que eu comecei a comentar com as amigas. Falaram assim: ‘Poxa, você gozou’. Aí que eu vim saber o que era o gozo. Moral da história: eu sou uma pessoa com 68 anos que o homem para mim não faz falta. Eu mesma dou o meu jeito”, finalizou.

Emissora foi processada

O relato cru e íntimo da babá chocou e constrangeu boa parte do público, e teve uma repercussão bastante negativa para a Globo. Nelly recebeu R$ 300 reais para gravar o depoimento, mas após a veiculação do seu relato, acabou perdendo o emprego de babá. A mulher, no entanto, chegou a processar a emissora, que apesar de afirmar que teve a autorização dela para exibir o depoimento, reconheceu que houve excesso ao destacar esses trechos, uma vez que ela havia gravado uma entrevista de cerca de 90 minutos.

Nelly ficou um mês desempregada, mas com a fama, recebeu um convite para trabalhar na escola de samba Imperatriz Leopoldinense, no Rio de Janeiro. Em 2008, a Globo chegou a ser condenada em primeira instância a exibir na íntegra o depoimento que a babá gravou, mas recorreu da decisão.