Odiada nos bastidores, ex-estrela do SBT se arrependeu de não ir para a Globo: “Fiquei abalada”


Gorete Milagres recusou proposta da Globo. (Foto: Reprodução)
Gorete Milagres recusou proposta da Globo. (Foto: Reprodução)

Em 1999, na pele da empregada Filó em A Praça é Nossa, do SBT, Gorete Milagres teve uma ascensão meteórica, e o sucesso da sua personagem fez a atriz despertar o interesse da Globo.

A emissora carioca ofereceu o triplo do salário para a estrela, e pensava, inicialmente, em utilizá-la na Turma do Didi, estrelado por Renato Aragão, ou no Zorra Total, que seria lançado nos próximos meses.

A oferta era quase irrecusável e na esperança de alçar voos mais altos, Gorete topou a proposta e assinou contrato com a Globo. Silvio Santos, no entanto, não se conformou em perder a sua nova estrela para a Globo, e mesmo com ela já tendo firmado contrato com a concorrente, a convenceu a voltar para o SBT, propondo um aumento de salário e um programa solo.

Assim, Gorete Milagres deixou A Praça é Nossa para estrelar a série Ô… Coitado!, ao lado de Moacyr Franco. A produção foi um grande sucesso e passou a incomodar a própria Globo na audiência. Inconformada, a emissora carioca entrou na justiça cobrando uma multa bastante elevada pela quebra de contrato de Gorete, mas abriria mão disso se ela ainda topasse a transferência.

Sem alternativa, a atriz estava novamente de malas prontas para a Globo, mas Silvio Santos a convenceu a permanecer mais uma vez, prometendo pagar a multa e aumentar ainda mais o investimento na estrela.

Gorete Milagres interpreta a personagem Filó. (Foto: Reprodução)
Gorete Milagres interpreta a personagem Filó. (Foto: Reprodução)

Problemas nos bastidores

Sentindo-se bastante prestigiada por Silvio Santos, Gorete teve um suposto ataque de estrelismo nos bastidores e acabou arranjando briga com diversas estrelas do SBT, como Hebe Camargo, Guto Franco, o diretor de Ô… Coitado, e Moacyr Franco. Os dois, inclusive, decidiram deixar o programa por problemas de relacionamento com a atriz.

Apresentador de A Praça é Nossa, Carlos Alberto de Nóbrega também ficou furioso com o suposto comportamento de estrela da colega, que se recusava a retornar ao humorístico que a revelou. Magoado, o veterano chegou a afirmar que ela nunca mais participaria da atração.

Arrependimento por recusar a Globo

Depois de conseguir manter a sua estrela no SBT, Silvio Santos chegou a enviar um bilhete para Gorete celebrando o feito: “Minha cara Gorete Milagres, valeu a pena lutar por você e convencê-la a ficar no SBT. Suas qualidades de atriz tornam-se cada vez mais evidentes. Seu trabalho como Filó, é apenas o meio de um enorme talento que você possui. Parabéns e obrigado por estar jogando no nosso time. Abraços do seu colega Silvio Santos”.

Porém, após a saída de Moacyr Franco e de Guto Franco, o Ô… Coitado acabou entrando em declínio e ficou no ar por apenas mais alguns meses. E sem clima para fazer outros trabalhos no SBT em virtude dos desafetos, a atriz acabou ficando sem função na emissora e foi dispensada definitivamente em 2004.

Em recentes entrevistas, ela admitiu que se arrependeu de ter recusado a oferta da Globo. “Me arrependi, porque pouco tempo depois o SBT não renovou contrato comigo”, disse. “Foi estranho [a sua saída do SBT], porque eu dava muito Ibope. Fiquei abalada, mas segui minha vida. Tenho a minha consciência tranquila, sou uma pessoa do bem”, declarou a atriz.