Pantanal: O grande sucesso da TV Manchete estreou 32 anos atras


Novela Pantanal (Foto: Reprodução)

Pantanal fez um grande sucesso com sua nova versão, mas a primeira versão lançada em 1990 já era memorável; Descubra os motivos

No dia 27 de março de 1990, a extinta Manchete lançava a novela de maior sucesso de sua história. Pantanal, de Benedito Ruy Barbosa, foi um verdadeiro fenômeno de audiência, conquistando o público com suas belas imagens da região pantaneira. A novela narrava a saga de Juma Marruá (Cristiana Oliveira), mulher que, dizia-se, se transformava em onça. A trama chegou a bater a Globo e dar trabalho à emissora dos Marinho.

Pantanal narrava a saga da família Leôncio, cujo patriarca, José Leôncio, era dono de uma fazenda de gado na região que dá nome à novela. Quando jovem, já dono de terras no Pantanal, José Leôncio (Paulo Gorgulho na primeira fase) foi ao Rio de Janeiro para cobrar uma dívida e acabou se envolvendo com a mimada Madeleine (Ingra Liberato/Ítala Nandi). A família dela já havia sido rica, mas estava falida. E seu pai, viciado em jogo, aceita que a filha se case com José Leôncio para tentar recuperar seu prestígio. Madeleine, então, vai morar no Pantanal com José Leôncio, mas não se adapta à vida na fazenda e vai embora, levando consigo seu filho Jove.

Atores da primeira versão da novela Pantanal (Foto: Reprodução)

O enredo que conquistou um país

Anos depois, José Leôncio vive na fazenda em companhia de Filó (Jussara Freire) e do filho dela, Tadeu (Marcos Palmeira), afilhado dele, e a quem tem como filho. Jove (Marcos Winter), já adulto, decide ir ao Pantanal conhecer o pai, mas passará por maus bocados ao tentar a vida na fazenda. “Moço de cidade grande”, Jove é ridicularizado pelos peões e se sente rejeitado pelo pai, além de ter despertado certa rivalidade com Tadeu. Ao mesmo tempo, ele se envolve com Juma Marruá (Cristiana Oliveira), uma moça criada como selvagem pela mãe, Maria Marruá (Cassia Kis), que fora assassinada.

Curiosamente, Pantanal foi oferecida à Globo antes de ser produzida pela Manchete. Benedito Ruy Barbosa, que até então era autor de novelas das seis da Globo, tentou emplacar a produção no canal, mas sua proposta era constantemente recusada. Segundo matéria do site Notícias da TV, de 05 de junho de 2016, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, autorizou um estudo de viabilidade do projeto após muita insistência de Ruy Barbosa.