Petra não suporta ver crime cruel de Antônio e ajuda a colocar o pai na cadeia em Terra e Paixão


Petra e Antônio em Terra e Paixão. (Foto: reprodução, Globo)
Petra e Antônio em Terra e Paixão. (Foto: reprodução, Globo)

Petra se revolta com mais um crime de Antônio em Terra e Paixão

Em Terra e Paixão, Petra (Débora Ozório), impulsionada pela coragem renovada após a prisão de Dirceu (Eriberto Leão), passa a observar atentamente os comportamentos suspeitos de sua família. Após presenciar uma discussão acalorada entre Antônio (Tony Ramos) e Irene (Glória Pires) após o atentado contra Lucinda (Débora Falabella), Petra percebe que há algo mais sombrio em jogo.

Ao conectar os pontos, a agrônoma conclui que ambos estão envolvidos no crime e decide agir. Cansada de ser conivente, Petra recorre imediatamente à polícia, procurando Marino (Leandro Lima) para relatar suas descobertas. O delegado, apesar de ciente das atrocidades cometidas por Antônio, não possui provas suficientes para incriminá-lo.

No entanto, Petra está correta em suas suspeitas. Antônio, movido por vingança contra Marino, que o havia colocado na cadeia semanas antes por sequestro de Aline (Bárbara Reis), contratou um matador de aluguel para atacar Lucinda. O empresário, utilizando seu poder e influência, é liberado da prisão e comete o crime, agindo impulsivamente e desencadeando a ira de Irene.

Petra testemunha a briga entre os pais, e, mesmo sem ouvir todos os detalhes, decide fugir de casa em busca de refúgio com Caio (Cauã Reymond). Após se acalmar, ela e Caio dirigem-se à delegacia para relatar os eventos ao delegado Marino.

Antônio em Terra e Paixão. (Foto: reprodução)
Antônio em Terra e Paixão. (Foto: reprodução, Globo)

Jovem ajuda a prender o pai

Com determinação, Petra afirma que tem certeza de que seu pai encomendou a morte de Lucinda, baseando-se em sua observação da briga entre os pais e no subsequente conhecimento do atentado contra Lucinda.

Petra em Terra e Paixão. (Foto: reprodução, Globo)
Petra em Terra e Paixão. (Foto: reprodução, Globo)

Marino, esforçando-se para manter a racionalidade, questiona a base da acusação. Petra compartilha sua história, explicando como confrontou seus pais e, diante de suas respostas evasivas, conectou os pontos que a levaram a suspeitar do envolvimento de seu pai em diversos crimes.

Essa revelação de Petra serve como ponto de partida para a instauração de um processo legal contra Antônio e Irene. O casal vilão termina a trama atrás das grades, sem possibilidade de redenção, marcando o desfecho da novela com justiça sendo feita diante de suas ações criminosas.