Picotada, novela da Globo sofreu com 8 baixas e causou correria


João Emanuel Carneiro (Foto: Reprodução/Globo)

Novela da Globo escrita por João Emanuel Carneiro foi ceifada

Queridinha da vez? Todas as Flores é a novela que a Globo apostou para fazer o Globoplay bombar e não é que conseguiu? Mas, você sabe a história dela de antes?

Para começar a história de João Emanuel Carneiro está sendo desenvolvida há um tempo antes da estreia, como ela iria para o horário nobre da Globo, se chamaria Olho por Olho. A ideia naquele momento era que a novela substituísse o remake de Pantanal.

+ Atriz abriu o jogo e expôs sentimento horrível ao trabalhar na Escolinha do Professor Raimundo: “Eu odiava”

Neste momento o elenco da novela foi picotado, aliás, remanejado. Simplesmente João Emanuel teve que cortar 65 capítulos já que para a Globo a novela teria 150 e para o Globoplay teria que ser 85.

Sendo assim, lá se foram 8 personagens. “Tive que deixar a trama mais concisa e, por isso, aconteceram as ‘mortes’ dos personagens. Fui eliminando alguns núcleos, mas não mudei muito a história, não”, contou o autor para o F5.

+ Alexandre Garcia foi chamado de ‘gagá’ por jornalista da Globo e rebateu críticas à emissora

OUTRAS MUDANÇAS

Além de ter sido rebatizada, encurtada e reescrita, Todas as Flores poderia ter sido bem diferente. Isso porque alguns atores estavam escalados para a novela como, por exemplo, Tony Ramos, Gloria Pires, Eliane Giardini. Eles fariam Humberto, Zoé e Judite respectivamente.

+ Apresentadora da Globo sucumbi a vício e cai na própria armadilha

Já a mocinha seria interpretada por Letícia Colin, mas João Emanuel Carneiro viu o teste de Sophie Charlotte e pensou que Maíra tinha que ser dela. No final das contas, as atrizes acabaram se encaixando feito luva na mão. Não é mesmo?

Maíra, Judite, Zoé e Vanessa de Todas as Flores (Foto: Reprodução)