Programa da Globo enganou o público e chefão da emissora precisou se explicar


Programa da Globo enganou o público. (Foto: reprodução/Montagem)
Programa da Globo enganou o público. (Foto: reprodução/Montagem)

Programa Alô Brasil, Aquele Abraço enganou o público com falsa viagem à Itália

A Globo sempre foi conhecida por ser uma emissora séria, que preza pela seriedade e verdade com o público, indo na contramão de atrações da concorrência que algumas vezes precisaram apelar para mentiras e conteúdos polêmicos por audiência.

No entanto, a emissora carioca também já cometeu alguns deslizes do gênero durante a sua história, e uma delas ocorreu em 1970, com o programa Alô Brasil, Aquele Abraço. Estrelado por nomes como o do consagrado humorista Agildo Ribeiro, o programa ia ao ar todas as terças-feiras, na faixa das 20h30, e tinha um formato simples, com duelos entre artistas de diferentes estados brasileiros, que faziam apresentações musicais e números circenses. O público votava, através de cartas e telefone para escolher os melhores.

No segundo semestre de 1970, no entanto, o programa já apresentava algum desgaste e decidiu fazer algo diferente para chamar a atenção do público, mas a decisão acabou se tornando bastante polêmica.

Elenco do programa Alô Brasil, Aquele Abraço. (Foto: reprodução)
Elenco do programa Alô Brasil, Aquele Abraço. (Foto: reprodução)

Programa enganou o público

Acontece que, em 20 de outubro daquele ano, o Alô Brasil, Aquele Abraço foi supostamente transmitido diretamente da Itália, com os apresentadores embarcando em um avião e anunciando atrações italianas, como Rita Pavone, Caterina Caselli e Rocky Roberts.

A atração chegou ao fim, mas não revelou que aquilo se tratava de uma brincadeira, já que a atração não foi gravada na Itália, e sim no Brasil. A revista Veja chegou a divulgar na época que se tratava de uma mentira, e diante da repercussão negativa, Boni, o então chefão da Globo, precisou vir a público se explicar.

“Foi uma brincadeira para encaixar gravações de shows da Rádio Televisão Italiana [RAI], com a qual temos um acordo”, explicou o executivo, que ainda revelou que a atração faria outras edições similares, com clipes de cantores do México e dos Estados Unidos. O programa ficou no ar até o final de 1971.