Promessa da dramaturgia afirmou que teve carreira prejudicada por chefão da Globo: “Era para eu ser”


Ator da Globo ficou na geladeira da emissora (Foto: reprodução/Globo)
Ator da Globo ficou na geladeira da emissora (Foto: reprodução/Globo)

Ator que participou de vários projetos de sucessos da Globo, revelou que sua carreira acabou prejudicada por diretor da emissora

O nome de batismo do ator da Globo Tião D’Ávila é Sebastião Ribas D’Ávila. O artista nasceu no interior paulista, na cidade de Rio Claro, em 8 de abril de 1944. D’Ávila participou de projetos na televisão, no cinema e no teatro.

Em 1976, fez parte da novela ” Estúpido Cupido”. Então, em 1977, participou de ” Sem Lenço, Sem Documento”. Assim, em 1979 fez parte de ” Memórias de Amor”.

Depois, em 1991, o ator migrou para Manchete e fez parte de “Amazônia”. Dessa forma, na mesma emissora, em 1995, fez parte de ” Tocaia Grande”. Então, em 1997 participou de ” Mandacaru”. Contudo, em 2002, voltou à Globo e fez “Coração de Estudante”.

Então,em 2003, fez parte de ” Mulheres Apaixonadas”. Em 2004 ” Senhora do Destino”. Depois, em 2006  fez parte do elenco de” O Profeta”. Assim, em 2007, esteve na minissérie ” Amazônia, de Galvez a Chico Mendes”, em 2008 “Faça Sua História” e ” Guerra e Paz”.

Em 2009, passou para a Rede Record e fez: ” A Lei e o Crime”, “Poder Paralelo” . Voltou à Globo, no mesmo ano e fez: ” Caminho das Índias”.” Já em 2010, na Record novamente, esteve em “Ribeirão do Tempo”.

Também, no cinema, o ator da Globo começou em 1978, participando do filme ” O Outro Lado do Crime”. Em 82, fez: ” Luz Del Fuego”e ” Bar Esperança”. Depois, em 1984, fez parte de ” Memórias do Cárcere”.

Entretanto, em 2001 fez parte do elenco de ” Memórias Póstumas”, Em 2002: “Uma Onda no Ar”. Depois, em 2006 “Zuzu Angel” e ” Canta Maria”, em 2007 fez “Inesquecível”. E, em 2008 participou de “Polaróides Urbanas”, em 2010, participou de “Chico Xavier”.

Tião D’Ávila (Foto: reprodução/Globo)
Tião D’Ávila (Foto: reprodução/Globo)

Ator se prejudicou

Como Tião D’Ávila mesmo contou ao jornal O Globo de 13 de julho de 2003, acabou ficando anos na geladeira por conta de um desentendimento com um diretor da emissora, que já havia morrido na ocasião.

“Eu era classe A, era para eu ser hoje o que é o José Mayer“, garantiu, ressaltando que seus primeiros papéis foram como galã.

“Minha volta foi aos poucos. E é em grande estilo, nunca tinha feito uma novela das 20h. Calei a boca de muita gente. Mas meu salário não está ainda na casa dos dois digitos“, constatou, por ocasião de sua participação em Mulheres Apaixonadas.

Na novela de Manoel Carlos, ele viveu o porteiro Oswaldo, cuja filha Paulinha (Roberta Gualda) tinha vergonha do pai. O personagem tinha poucas falas, mas sempre participava das cenas na escola.

O artista declarou que não se importava com isso.

“Às vezes, tem cena que eu entro e não falo nada. Não tem problema. Já aconteceu de eu pegar o roteiro e ler a seguinte rubrica do Manoel Carlos: ‘Oswaldo zanzando por ai’. E eu faço”, explicou o ator da Globo, na época.

Tião D’Ávila (Foto: reprodução/Internet)
Tião D’Ávila (Foto: reprodução/Internet)

 

Bruna Alves

Autor(a):

Bruna Alves

Eu sou Bruna Alves, redatora de notícias da televisão e celebridades desde 2016, com passagens em alguns sites da área ao logo desse tempo. No FATOS DA TV, trago notícias com credibilidade e responsabilidade aos leitores, relembrando acontecimentos passados da TV e dos famosos, mas também deixando os leitores atualizados com assuntos da atualidade.