Atriz Regina Duarte diz que é rejeitada no meio artístico e que foi abandonada por Bolsonaro: “No limbo”


Regina Duarte com Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução, Instagram)
Regina Duarte com Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução, Instagram)

Atriz Regina Duarte foi secretária especial da cultura no governo Bolsonaro em 2020; Desde então ela permanece fora dos palcos e agora esquecida pelo ex-presidente

A atriz Regina Duarte, 76 anos, afirmou que foi abandonada pelo presidente Bolsonaro, mas que não se arrepende de ter assumido a então Secretaria Especial de Cultura, em que passou três meses.⁠

⁠“Foi assustador, mas me ajudou a crescer. Hoje, consigo proteger melhor a menina ingênua do interior que eu insisto em exercer. Fui defenestrada (afastada), essa palavra me ocorreu agora há pouco, e não me arrependo. Pelo contrário, foi muito bom para mim”, afirmou⁠

⁠A atriz também reclamou da rejeição do meio artístico e da dificuldade em voltar aos palcos. “Tentei fazer teatro no passado, mas os dois textos que escolhi não foram aprovados pelos autores. Não quiseram se envolver comigo, por suas razões, que eu entendo perfeitamente. Então, fiquei assim, meio no limbo, ano passado todo”, comenta.⁠

Atriz Regina Duarte (Foto: Reprodução, Globo)
Atriz Regina Duarte (Foto: Reprodução, Globo)

O último trabalho de Regina na televisão foi a novela “Tempo de Amar”, exibida pela Globo no horário de 18h e encerrada em março de 2018. Em 2020, ela encerrou o contrato de 50 anos com a emissora e assumiu o cargo de Secretária Especial da Cultura do governo Bolsonaro.

Desde então, a atriz acumula polêmicas, como a publicação de notícias falsas e de conteúdo homofóbico e transfóbico. Na pandemia da Covid-19, a atriz também desacreditou da vacina e compartilhou conteúdo enganoso sobre a doença.

Fora da atuação, a atriz está investindo na carreira de artista plástica, com foco na arte botânica. Desde outubro, a galeria Aqua Arte recebe a primeira exposição da atriz.

Regina Duarte e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Instagram)
Regina Duarte e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Instagram)

Criticada por ser ministra

A última novela que Regina Duarte fez na Globo, foi no ano de 2018, em que atuou na trama Tempo de Amar. Dois anos depois, ela rompeu o contrato com a emissora para se tornar ministra do então presidente da república.

Na época, a veterana foi alvo de críticas do público e chegou a sofrer um linchamento virtual. Regina contou que ela foi informada que se tornaria chefe da Cinemateca Brasileira, o que nunca aconteceu.