Remake de Renascer pode corrigir erro que quase fez a versão original fracassar na Globo


Renascer terá remake na Globo. (Foto: reprodução, Globo)
Renascer terá remake na Globo. (Foto: reprodução, Globo)

Remake de Renascer terá primeira fase mais longa que a versão original

O remake de Renascer, com estreia prevista para 22 de janeiro, corrigirá a brevidade da primeira fase da versão original de 1993, que teve apenas cinco capítulos. Desta vez, a nova fase terá cerca de duas semanas no ar, totalizando 13 capítulos escritos por Bruno Luperi, antes de Marcos Palmeira assumir o papel principal.

Curiosamente, na versão original, a decisão de encurtar a primeira fase partiu de José Bonifácio de Oliveira, o Boni, então poderoso na Globo. Ele considerou a trama tão bem estruturada, com uma primeira fase primorosa dirigida por Luiz Fernando Carvalho, que optou por torná-la mais curta, temendo a rejeição do público na segunda parte da novela.

Entretanto, a decisão teve o efeito contrário. Os telespectadores se encantaram com José Inocêncio (Leonardo Vieira) e Maria Santa (Patrícia França) nos primeiros cinco capítulos, e a morte da jovem gerou forte repercussão. Os fãs pediram o retorno dos personagens, mas o autor Benedito Ruy Barbosa não atendeu aos apelos.

Cena da nova versão da novela. (Foto: reprodução, Globo)
Cena da nova versão da novela. (Foto: reprodução, Globo)

Mais mudanças na trama

Na nova versão, a morte de Santinha (Duda Santos) ocorrerá no capítulo 11, uma semana após a tragédia original. No dia seguinte, haverá uma passagem de tempo de dez anos, mantendo os mesmos atores, exceto as crianças.

Renascer na Globo. (Foto: reprodução, Globo)
Renascer na Globo. (Foto: reprodução, Globo)

Outra passagem de tempo, desta vez de 18 anos, ocorrerá no capítulo 13, com a mudança do elenco. A direção considera manter a história conforme o escrito pelo autor, sem mudanças mais profundas ma história.