Últimas Notícias

Segredo que Glória Maria guardou por tantos anos foi revelado e agora sabemos o porquê


Glória Maria (Foto Reprodução/Internet)

De todos os segredos de Glória Maria, este é o mais surpreendente

Glória Maria, além de referencia para muitas pessoas quando falamos em jornalismos e reportagens, é uma mulher de muitos segredos, mas este em especifico vai deixar você chocado!

Durante muito tempo, nem sua família ficou sabendo que ela estava casada no papel, com alguém cujo nome nunca revelou pra ninguém. Porém esse mistério  foi desvendado e a verdade veio à tona. A Jornalista não só tinha um relacionamento sério como morou junto  com José Roberto Marinho, filho de Roberto Marinho,  fundador da Globo.

A revelação veio por meio do livro “Roberto Marinho – O Poder Está no Ar”, do jornalista Leonêncio Nossa, que chegou às livrarias no ano de 2019. A obra pormenoriza a suposta ascendência negra do maior empresário de televisão que o país já teve. Sua avó paterna, Edwiges, seria mulata, segundo relatos.

Roberto Marinho, o grande poderoso da "Gobo" (Foto Reprodução/Internet)
Roberto Marinho, o grande poderoso da “Globo” (Foto Reprodução/Internet)

Embora não haja nenhum documento formal que comprove essa pauta. Leonêncio demonstrou que tanto Irineu Marinho, pai de Roberto Marinho, quanto o próprio enfrentaram preconceito racial. Entre os vários ataques que Irineu sofreu de jornais concorrentes, no início do século 20, um  deles dizia que seu lugar era na cozinha, uma referência predominante à escravidão.

Roberto Marinho pertenceu a “uma geração que sofreu forte influência de uma ideologia de ‘branqueamento’, muito impregnada nas ciências”, e “cresceu nessa atmosfera de ataques” – Segundo Leonêncio.

Até por isso, ele tinha uma relação ambígua com a questão racial. Ao mesmo tempo que evitava tomar sol e usava pó de arroz para clarear a pele, era o único editor carioca, da década de 70, que publicava fotos de negros (a não ser Pelé) na primeira página de seu jornal, “O Globo”:

“As emissoras de TV brasileiras, em especial a Globo, a mais hegemônica delas, sempre foram criticadas por não apresentar um número maior de atores e jornalistas negros. A vida nunca foi fácil para os negros que nelas se projetaram pelo seu trabalho” – Afirmou Leonêncio em seu livro

Relação com Glória Maria

“Uma das profissionais que Roberto Marinho mais admirava era Glória Maria, uma mulher negra. Quando José Roberto, filho caçula do empresário, que frequentava rodas de samba, jogava capoeira e participava do mundo da cultura das rodas de samba, foi morar com a jornalista, Marinho tratou a relação do filho com a naturalidade dispensada a outros casos” – Trecho do livro do jornalista

Obra Bibliográfica revelou que Glória Maria e o filho de Roberto Marinho eram casados e nem a família da jornalista sabia disso (Foto Reprodução/Internet)
Obra Bibliográfica revelou que Glória Maria e o filho de Roberto Marinho eram casados e nem a família da jornalista sabia disso (Foto Reprodução/Internet)

Glória que sempre foi discreta, eclética e “livre” em seus relacionamentos. Depois de José Roberto Marinho, ficou oito anos com um engenheiro austríaco, Hans Berhard e viveu com um francês, Eric Auguin entre as décadas de 80/90. Ela também namorou o ator Marcos Müller, o sueco Martin Sternmark e o empresário português Frederico Fragoso.

Em 2012, ela revelou à revista Quem [porém, controlada por José Roberto], que estava casada, no papel:

“Eu sou casada. Ninguém nunca soube isso. Não vou dizer com quem” Porém, segundo a revista, o felizardo era o apresentador Renato Bisoni

 “Manter esse segredo era um jogo que fazia parte da minha vida. Só eu sabia e talvez mais cinco pessoas. Durante muito tempo, nem minha família sabia.” – Revelou ela

Eric Auguin, Glória e as filhas da jornalista: Laura e Maria na estreia do filme de Roberto Carlos no Rio (Foto Reprodução/Interne/Cristina Granato)
Eric Auguin, Glória e as filhas da jornalista: Laura e Maria na estreia do filme de Roberto Carlos no Rio (Foto Reprodução/Interne/Cristina Granato)

Autor(a):

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida.Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgiaTambém sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ....