Sérgio Chapelin tem contrato vitalício com a Globo mesmo após se aposentar da emissora


Sérgio Chapelin (Foto: Reprodução/Globo)

Sérgio Chapelin se aposentou em 2019, mas não rescindiu contrato com a Globo

Sérgio Chapelin reapareceu, em julho de 2022, nas telas da Globo. O famoso ex-apresentador do Globo Repórter deu as caras no Esporte Espetacular por meio de vídeo mensagem em que desejava parabéns a Léo Batista pelos 90 anos de idade que estavam próximos de vir.

+ Ator de novelas da Globo passou a morar nas ruas, foi preso e sobrevive de doações

Sérgio e Léo têm algo em comum: ambos são contratados da Globo. Mesmo após sua aposentadoria, Chapelin não deixou de ter contrato com a casa. A cada três anos, o acordo de Sérgio com a emissora da capital fluminense é renovado, como forma de gratidão da empresa pelos serviços prestados pelo jornalista à casa. 

Na mensagem em vídeo que enviou ao Esporte Espetacular, o eterno apresentador do Globo Repórter disse que estava muito feliz em ver que uma das vozes mais marcantes do Brasil ainda estava com bastante saúde. Sérgio disse também que gostaria de ter a fibra de Léo Batista. 

Sérgio Chapelin surgiu no “Esporte Espetacular” para mandar recado a Léo Batista (Foto: Reprodução/TV Globo)
Sérgio Chapelin surgiu no “Esporte Espetacular” para mandar recado a Léo Batista (Foto: Reprodução/TV Globo)

Chapelin esteve à frente do Globo Repórter durante muito tempo e, inclusive, foi o primeiro apresentador da história do programa. Ele se aposentou em 2019 e, para substituí-lo, foram escaladas a recém-falecida jornalista Gloria Maria e Sandra Annenberg. 

Após deixar o programa, o ex-apresentador do Globo Repórter declarou ao site Notícias da TV que iria adotar a vida de ermitão, devido a sua paixão pela vida do campo. 

Como Chapelin ainda é contratado da Globo, a empresa pede que ele compareça em situações específicas como homenagens e projetos internos, mas o jornalista é pouquíssimo acionado. 

Trajetória Profissional 

Sérgio chegou à Rede Globo em 1972 e logo foi escalado para o Jornal Hoje. No mesmo ano, se tornou colega de bancada de Cid Moreira no Jornal Nacional e, em 1973, se tornou o primeiro apresentador do Globo Repórter. 

Sua primeira passagem pelo programa foi até 1983. Sérgio chegou a ficar 1 ano no SBT, mas, em 1984, já estava de volta à Globo e iniciou sua segunda passagem pelo Globo Repórter em 1986. 

Cid Moreira e Sérgio Chapelin no Jornal Nacional (Foto: Globo)
Cid Moreira e Sérgio Chapelin no Jornal Nacional (Foto: Globo)
Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.