Tadeu confessa crime e Graça não poupa o próprio pai, entregando ele para a polícia em Terra e Paixão


Tadeu e Graça em Terra e Paixão. (Foto: reprodução)
Tadeu e Graça em Terra e Paixão. (Foto: reprodução)

Graça entrega Tadeu para a polícia em Terra e Paixão

Em Terra e Paixão, Graça (Agatha Moreira) se recusa a encobrir o crime do pai, Tadeu (Cláudio Gabriel), ao descobrir sua responsabilidade na morte de Nice (Alexandra Richter). Ao tomar conhecimento de que Tadeu contratou um assassino para ameaçar Nice, mas a situação fugiu do controle e resultou na morte da missionária, Graça decide denunciá-lo ao delegado Marino (Leandro Lima).

A revelação do crime ocorre quando Sidney (Paulo Roque), o capanga responsável pelo assassinato, exige pagamento por seus serviços sujos. Tadeu admite a falha de Sidney em cumprir o serviço conforme o planejado, explicando que a intenção era apenas assustar Nice. Ele relata o momento em que a pistola disparou acidentalmente durante o desespero da vítima.

Ao confrontar Sidney, Tadeu percebe que o capanga não merece o pagamento integral, pois transformou um susto em um assassinato. Sidney ameaça Tadeu, ressaltando as consequências de não pagar, levando o presidente da cooperativa a uma confissão desesperada diante de sua família.

Tadeu em Terra e Paixão. (Foto: reprodução)
Tadeu em Terra e Paixão. (Foto: reprodução)

Marino faz proposta a Tadeu

Desprovida de compaixão pelo pai, Graça imediatamente aciona Marino e relata o crime. O delegado chega rapidamente à residência de Tadeu, que, temendo as consequências de seus atos, confessa detalhes do crime às lágrimas. Ao questionar se será preso, Tadeu recebe uma surpreendente resposta de Marino, que revela ter um plano mais astuto em mente.

Marino decide utilizar Tadeu como peça-chave em uma emboscada para capturar Sidney. O criminoso, sem opções, é forçado a seguir as instruções do delegado.