Tatá Werneck e Cauã Reymond são convocados para depor na CPI das criptomoedas


Tatá Werneck e Cauã Reymond investigados na CPI das criptomoedas (Foto: Reprodução, Montagem: Fatos da TV)
Tatá Werneck e Cauã Reymond investigados na CPI das criptomoedas (Foto: Reprodução, Montagem: Fatos da TV)

Além de Tatá Werneck e Cauã Reymond o presidente da CBF também foi chamado para depor na CPI das criptomoedas

Congressistas da CPI das criptomoedas aprovaram requerimentos para a convocação da apresentadora Tatá Werneck e do ator Cauã Reymond, ambos profissionais do quadro da emissora Globo, para prestarem depoimento. A deliberação foi tomada durante sessão na tarde de 4ª feira (2.ago.2023).

No entanto, além dos artistas, também houve aprovação para convocar o ex-jogador de futebol Ronaldo de Assis Moreira, o Ronaldinho Gaúcho, o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ednaldo Rodrigues Gomes, e do apresentador Marcelo Tas, da TV Cultura.

Tata Werneck (Foto: reprodução/Globo)
Tata Werneck (Foto: reprodução/Globo)

Contudo, os requerimentos para convocação de Tatá Werneck, Cauã Reymond e Marcelo Tas foram apresentados pelo deputado Paulo Bilynskyj (PL-SP). Os artistas irão depor por terem realizado propaganda para a Atlas Quantum. Empresa de esquema de pirâmide que supostamente utilizava robôs para compra e venda de criptomoedas.

“O Quantum é uma plataforma que compra e vende bitcoin de forma automatizada”, afirmou a empresa em um dos vídeos veiculados em seu perfil no Facebook.

CPI das criptomoedas

Contudo, o requerimento para ouvir o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho foi encaminhado pelo deputado Gutemberg Reis (MDB-RJ). Além do ex-atleta, também houve aprovação para que o irmão e empresário dele, Roberto de Assis Moreira, também preste depoimento na comissão.

Ator Cauã Reymond (Foto: Reprodução)
Ator Cauã Reymond (Foto: Reprodução)

O congressista Aureo Ribeiro (Solidariedade-RJ) apresentou o requerimento para convocar o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues Gomes, à CPI das criptomoedas. Contudo, 0 ator Cauã Reymond também foi procurado pelo Instagram e por meio de sua assessoria de imprensa.