Vai na Fé não é a primeira novela a ter protagonista evangélica na Globo; confira


Sol (Sheron Menezzes) em Vai na Fé (Foto: Reprodução/TV Globo)
Sol (Sheron Menezzes) em Vai na Fé (Foto: Reprodução/TV Globo)

Outra novela das 19h da Globo já havia contado com protagonista protestante

Algo que chamou a atenção do público na novela das 19h, Vai na Fé, é que a protagonista Sol (Sheron Menezzes) e a religião, desde cedo, foi fomentada dentro dela por sua mãe.

+ Sérgio Chapelin tem contrato vitalício com a Globo mesmo após se aposentar da emissora

O interessante é que Sol foge totalmente ao estereótipo que se criou de que pessoas religiosas não podem ter vários hábitos sociais. A personagem, por exemplo, sempre foi a bailes funks com seus amigos Bruna (Carla Cristina Cardoso) e Vitinho (Luis Lobianco).

Nos eventos, ela se destacava por ser exímia dançarina e pela sua beleza. A personagem é casada, tem duas filhas e está próxima de completar 40 anos e é, neste momento de sua vida, que ela tem contato com a oportunidade de seguir carreira na música, visto que, além de dançar, ela sonhava em ser cantora.

O trabalho oferecido à Sol consiste em fazer parte do grupo do cantor Lui Lorenzo (José Loreto) que está em decadência. O que não era esperado é que o rapaz se interessaria por Sol.

Meu Bem Querer

Curiosamente, Vai na Fé não foi a primeira novela global que contou com protagonista religiosa, visto que, há 25 anos atrás, a emissora ocupou a mesma faixa de horário com Meu Bem Querer, de Ricardo Linhares, que tinha como personagem principal Rebeca (Alessandra Negrini).

Alessandra Negrini e Murilo Benício em Meu Bem Querer (Foto: Acervo/TV Globo)
Alessandra Negrini e Murilo Benício em Meu Bem Querer (Foto: Acervo/TV Globo)

Na história, o pai de Rebeca, Pastor Bilac (Mauro Mendonça), rivalizava com Padre Ovídio (Cláudio Corrêa e Castro) pela aquisição de fiéis. Apesar do entrevero, os personagens eram amigos.

Os conflitos entre ambos compromete o romance de Rebeca com Antônio (Murilo Benício), visto que ele é filho adotivo do Padre Ovídio. Na trama, Rebeca se casa com Juliano (Leonardo Bricio) e Antônio se casa com Lívia (Flávia Alessandra), a irmã de Rebeca.

No final da trama, Juliano e Antônio descobrem que são irmãos por parte de mãe: ambos são filhos de Custódia Alves Serrão (Marília Pêra).

Ângela Vieira em Meu Bem Querer, 1998 (Foto: Nelson Di Rago/Globo)
Ângela Vieira em Meu Bem Querer, 1998 (Foto: Nelson Di Rago/Globo)
Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.