Você sabia? Pantanal quase ganhou uma continuação, mas Globo atrapalhou os planos


Pantanal quase teve uma continuação. (Foto: reprodução)
Pantanal quase teve uma continuação. (Foto: reprodução)

Exibida pela extinta TV Manchete, Pantanal foi uma das novelas de maior sucesso da história da televisão brasileira, e uma das poucas que conseguiram a proeza de derrotar a Globo em pleno horário nobre. O que muita gente não sabe é que esse “estrago” para o canal carioca poderia ter sido ainda maior.

Acontece que, em virtude do grande sucesso que conquistou em sua exibição original, em 1990, o autor Benedito Ruy Barbosa chegou a planejar uma continuação da história. O autor estava convicto de que a trama poderia ter uma sequência com os filhos dos protagonistas, Jove e Juma, que foram interpretados originalmente por Marcos Winter e Cristina Oliveira. A história continuaria tendo o Pantanal como pano de fundo.

A Globo, no entanto, frustrou os planos da Manchete, uma vez que tratou logo de recontratar o autor, que, já no início de 1991, acertou o seu retorno à emissora carioca e não levou adiante a ideia de fazer uma continuação de Pantanal. Na emissora carioca, Benedito emplacou novos sucessos, como Renascer (1993) e O Rei do Gado (1996), que está sendo reprisada atualmente pela Globo.

Globo rejeitou versão original de Pantanal

Benedito Ruy Barbosa havia se transferido para a Manchete justamente pela recusa da Globo de produzir Pantanal. Na época, o autor levou a sinopse do folhetim ao canal carioca, mas contou que os diretores “nem quiseram ler” o projeto. Logo depois, ele apresentou a trama à Manchete, que investiu na sua produção.

Em recente entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, o então mandachuva da Globo, admitiu que “foi um erro” não aprovar o projeto, mas culpou o diretor Herval Rossano por isso.

“Chamei o Daniel Filho, que era responsável pelas novelas, e ele mandou o Herval ao Pantanal. Herval disse que era época de cheias. Fizemos outras tentativas depois, mas ele mantinha a informação de que a produção teria um custo inestimável. Ele apresentou um orçamento inviável, e as gravações demandariam uma semana de produção para cada capítulo em uma época em que a gente conseguia gravar três capítulos no mesmo tempo”, explicou.

Com a extinção da TV Manchete, os direitos da novela ficaram com Benedito Ruy Barbosa, que no ano passado, chegou a um acordo com a Globo para que a emissora finalmente produzisse a sua versão de Pantanal, que também foi um sucesso.