Zezé Di Camargo não se cala e fala em ‘perseguição’ ao comentar sobre críticas e revela ações na Justiça


Zezé di Camargo (Foto: Reprodução, Instagram)
Zezé di Camargo (Foto: Reprodução, Instagram)

O cantor sertanejo, Zezé Di Camargo, revelou ainda quais são seus planos em relação a sua aposentadoria

Nos últimos meses, Zezé Di Camargo ganhou grande destaque na mídia por conta de um motivo nada animador: Falhas na voz.

Considerado um dos grandes nomes do sertanejo, o cantor tem chamado atenção do público ao não conseguir alcançar algumas notas durante os shows. O resultado? Críticas e mais críticas.

Revoltado com os comentários negativos, o artista decidiu dar um basta na situação e revelou que tem usado a Justiça para impedir aquilo que chama de perseguição.

Em entrevista, Zezé Di Camargo abriu o coração sobre a sua voz e lamentou as consequências de sua sinceridade.

“Me cuido desde quando tive o primeiro problema. Em 2010, ganhei o Grammy Latino, como Melhor Disco Sertanejo, cantando após ter feito a cirurgia”, contou o artista.

“Conheço pelo menos uns 20 artistas que tiveram problema que tive e que fizeram cirurgia na corda vocal, mas ninguém sabe. Eu fui transparente porque achei que seria bacana e deu nisso”, iniciou o famoso em conversa com a Quem.

Dessa forma, o sertanejo disse que, diante de tudo o que vinha sendo compartilhado na internet, não pensou duas vezes antes de tomar providências mais severas.

“Mas conseguimos tirar três sites grandes do ar com mais de 300 mil seguidores do YouTube. Provei na Justiça que era perseguição. A pessoa pegava video antigo e ficava repetindo como se fosse novo, ‘Zezé volta a falhar em show’ ou ‘Zezé chora em show após desafinar’”, continuou.

Zezé di Camargo (Foto: Reprodução, Instagram)
Zezé di Camargo (Foto: Reprodução, Instagram)

A felicidade acabou virando revolta

Contudo, em seguida, Zezé Di Camargo citou um momento de felicidade durante uma apresentação, mas que acabou virando motivo revolta.

“Chorei de emoção porque as pessoas estavam cantando comigo É o Amor, que foi a música que virou a chavinha na minha vida. Alguém tirou uma foto e falou que chorei porque a voz falhou. O celular na mão de pessoa do mal vira arma. Tive que começar a aprender a lidar com isso”, disse o irmão de Luciano.

“Mas hoje tenho fonoaudiólogo que cuida e faço aquecimento de voz toda vez que vou entrar no palco, coisa que antes não fazia… Tenho 61 anos, não sou mais um menino”, revelou.

“Tenho que me cuidar. Recomendo muito a medicina. Não é para procurá-la só quando sente a dor, ela tem que ser preventiva. A cada seis meses ou pelo menos uma vez ao ano, faço check up geral”, continuou.

Por fim, Zezé Di Camargo fez uma reflexão sobre a carreira e revelou sem tem planos de deixar os palcos em breve.

“Não passa na minha cabeça me aposentar. Minha maior diversão é o palco e os novos desafios. Estou com uma música hoje da carreira solo entre as três mais tocadas do Brasil, que é Frente Fria. Isso para mim é uma vitória“, disse o artista.

“Depois de 32 anos de carreira isso é maravilhoso. Não é fácil. Hoje me acho melhor no espelho e gosto mais de mim hoje do que há 30 anos. A vida é para frente e não para trás. Tem que ter sempre sonhos e coisas para realizar”, concluiu.

Zezé di Camargo (Foto: Reprodução, Instagram)
Zezé di Camargo (Foto: Reprodução, Instagram)
Bruna Alves

Autor(a):

Bruna Alves

Eu sou Bruna Alves, redatora de notícias da televisão e celebridades desde 2016, com passagens em alguns sites da área ao logo desse tempo. No FATOS DA TV, trago notícias com credibilidade e responsabilidade aos leitores, relembrando acontecimentos passados da TV e dos famosos, mas também deixando os leitores atualizados com assuntos da atualidade.