Record anuncia reprise de novela ousada que matou parte do elenco e marcou despedida de musa


Fernando Pavão e Betty Lago em cena da novela Pecado Mortal na Record. (Foto: reprodução, Record)
Fernando Pavão e Betty Lago em cena da novela Pecado Mortal na Record. (Foto: reprodução, Record)

Record anuncia reprise da novela Pecado Mortal

A Record planeja uma estratégia para concorrer com a Globo e seu Big Brother Brasil, programando a reprise da novela “Pecado Mortal” (2013), de Carlos Lombardi, na faixa das 22h45, a partir de 2 de janeiro. A emissora acredita que essa iniciativa pode ofuscar o sucesso da concorrente e sua novela “Todas as Flores”. Embora “Pecado Mortal” seja uma produção que estreou há dez anos, a Record busca aproveitar seu conteúdo ousado, marcado pela extrema violência e por reviravoltas na trama.

A novela foi a primeira e única de Carlos Lombardi após sua saída da Globo, sendo parte da “Era de Ouro” da Record entre 2004 e 2014. A trama enfrentou desafios com a programação da Record e problemas no elenco, como a saída de Mel Lisboa para fazer teatro e a escalação de Marcos Pitombo para outra novela. Betty Lago também se afastou devido a problemas de saúde.

“Pecado Mortal” inovou ao apresentar um capítulo inteiro em uma realidade paralela, explorando diferentes destinos para os personagens caso o protagonista, Carlão (Fernando Pavão), tivesse se tornado bicheiro, seguindo os passos do pai, em vez de um hippie.

Cena de Pecado Mortal. (Foto: reprodução, Record)
Cena de Pecado Mortal. (Foto: reprodução, Record)

Despedida de Betty Lago

A narrativa se desenrola em duas fases, em 1941 e 1977, explorando a saga de Stella (interpretada por Marcela Barrozo/Betty Lago) em busca de seu filho tomado por Donana (Maytê Piragibe/Jussara Freire).

Atriz Betty Lago. (Foto: reprodução, internet)
Atriz Betty Lago. (Foto: reprodução, internet)

Apesar das expectativas da Record por um índice de audiência em torno de 10 pontos, “Pecado Mortal” enfrentou forte concorrência com a novela “Amor à Vida” da Globo, fechando com média de 6 pontos na Grande São Paulo. Agora, a emissora aposta na reprise da trama como uma estratégia para atrair a audiência e competir com o reality show da Globo em 2024.

A novela também ficou marcada por ter sido a última da carreira de Betty Lago, que morreu em 2015, após lutar contra um câncer por três anos. A atriz, que também fez inúmeras novelas na Globo, morreu aos 60 anos.