Viúva de apresentador da Record, culpou chefão da emissora e carrega mágoas até hoje: “Maléficos”


Viúva de apresentador da Record carrega mágoas profundas de chefão da emissora até hoje: "Maléfico"
Viúva de apresentador da Record carrega mágoas profundas de chefão da emissora até hoje: "Maléfico" (Foto Reprodução/Internet)

Viúva do apresentador da Record, que teve uma morte trágica, quebrou o silêncio e fez um chocante desabafo pelas redes sociais

Após um longo desabafo nas redes sociais, Kamila Machado, a viúva de Voltaire Porto, antigo apresentador do Cidade Alerta, na Record, do Rio de Grande do Sul, colocou a culpa da morte do marido em um dos diretores da emissora.

Voltaire Porto, após de dedicar anos da sua vida à frente de um programa policial, foi demitido em março. No início da semana, ele foi encontrado sem vida dentro de casa.

Logo a hipótese de suicídio foi levantada. Kamila então decidiu abrir o coração e disparou o que sentia quanto ao que aconteceu:

“Carlos Alves é o motivador de toda essa tragédia. Meu marido tinha tanto amor à profissão dele, eu sou prova viva disso. Há mais de 15 anos doando o próprio sangue para que tudo acontecesse perfeitamente na Record” – Disse Kamila Machado sobre o diretor.

Kamila Machado e Voltaire Porto (Foto Reprodução/Internet)
Kamila Machado se revoltou contra a Record após a morte do seu marido, o apresentador  Voltaire Porto (Foto Reprodução/Internet)

Mágoa da emissora e desabafo:

Kamila ainda aproveitou para desabafar  sobre a saudade do marido:

“Ele amava o povo, ajudava tanta gente, amava estar com os colegas. Veio um ser maléfico que nunca viu ou estudou a trajetória dele, o mandou embora sem motivo algum por pura vaidade, orgulho”- Disparou a viúva.

No texto, Kamila ainda citou a falta que Voltaire Porto está fazendo aos filhos: “Estou com três anjinhos pedindo pelo pai, que foi adoecendo dia após dia depois de esse homem arrancar dele a carreira que tanto amava. Nada no mundo vai aliviar a minha dor”.

Voltaire Porto dedicou anos da sua vida trabalhado na Record (Foto Reprodução/Internet)
Voltaire Porto dedicou anos da sua vida trabalhado na Record (Foto Reprodução/Internet)

A moça finalizou a publicação dando um alerta à emissora demonstrando profunda mágoa pelo que aconteceu:

“Não havia motivos, não havia o porquê. Havia muita vaidade, inveja, e a vontade de destruir uma família com o poder que tinha nas mãos. Cuidado, Record. Esse homem destruiu vidas” – Detonou ela

.

Voltaire Porto e família (Foto Reprodução/Internet)
Voltaire Porto e família (Foto Reprodução/Internet)
Lennita Lee

Autor(a):

Lennita Lee

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ....